Iniciação à arte do bonsai

Bonsai

Com origens chinesas, foram os japoneses que aperfeiçoaram a arte do bonsai que significa, literalmente, “árvore num vaso”. O objectivo é criar e manter num vaso, com recurso a métodos e técnicas muito específicas, uma árvore miniatura. Considerada uma actividade muito zen, aprenda os primeiros passos para tornar o bonsai no seu passatempo preferido!

O que é mais fascinante nos bonsais é o facto destas miniaturas, que exibem uma altura entre os 15 e os 60 cm, terem as mesmas proporções e linhas que uma árvore de tamanho normal, mas numa escala bastante menor. Por isso, o primeiro desafio é escolher o tipo de bonsai que quer cultivar. Existem várias árvores e arbustos apropriados, por isso, antes de decidir considere as seguintes características: um tronco interessante com ramos bem organizados; uma casca de cor atractiva; uma folhagem compacta e fina, com folhas, flores ou frutos pequenos. A compra do seu bonsai deve ser feita em lojas de jardinagem ou directamente nos viveiros. Pode ainda optar pelo cultivo de sementes, por estacas ou enxertos, mas, para além de demorar algum tempo até ter o bonsai propriamente dito, implica um trabalho de preparação adicional, daí não ser o método mais aconselhado para principiantes. Na altura da compra, certifique-se se o bonsai é de interior ou exterior.

A escolha do vaso para o seu bonsai também é muito importante e, enquanto complemento da árvore ou arbusto, a sua compra deve ser feita tendo em conta a dimensão, a forma e a cor da planta. O vaso deve estar à escala do bonsai, equilibrando a sua altura e largura – uma árvore elegante requer um vaso bonito e delicado, enquanto que um vaso pesado e simples é o mais adequado para uma árvore selvagem. Para além de serem resistentes a temperaturas baixas, estes vasos devem escoar bem a água, retendo, em simultâneo, alguma humidade. Quando preparar o vaso, coloque terra suficiente para que as raízes do bonsai possam desenvolver-se livremente. Outra dica é utilizar pequenos pedaços de rede para cobrir os buracos de drenagem para evitar que a terra escorra juntamente com a água.

O segundo passo é adquirir as ferramentas necessárias. Existe uma enorme variedade de utensílios essenciais para cuidar bem do seu bonsai, no entanto, para quem estiver a começar, não é necessário adquiri-los todos ao mesmo tempo. Opte primeiro pelos mais básicos e úteis, coleccionando as restantes ferramentas à medida que vai precisando delas. Há uma regra de ouro a seguir: adeqúe as ferramentas ao tamanho do seu bonsai, ou seja, se a árvore for grande, opte por ferramentas fortes; se for pequena, prefira as ferramentas mais delicadas. Compre sempre ferramentas de qualidade, vão durar muito mais tempo.

Lista de compras:

  • O básico: cortador de ramos côncavo, cortador esférico para nós, tesoura de aparar, tesoura de cabo comprido, vedante para cortes, massa para cortes, prato rotativo.
  • Ferramentas de aramar: um cortador de arame grande e outro pequeno, arame de cobre, alicate normal, alicate angular.
  • Equipamento para envasar: pá para a terra, gancho para raízes, trolha de envasar, escova, rede.

O equilíbrio da sua árvore é baseado em três factores:

  • As raízes – Sendo uma das características mais interessantes de um bonsai, as raízes expostas devem estender-se em várias direcções, conferindo-lhe um ar de firmeza.
  • O tronco – Se for muito espesso desequilibra o bonsai, por isso, o ideal é um tronco afunilado, que deve ser sempre visível. O meio do tronco deve estar ao nível dos olhos.
  • Os ramos – O arranjo dos ramos deve estar colocado ao alto e à volta do bonsai, como uma espiral. O primeiro ramo, que é o mais forte, deve estar situado a um terço da altura do tronco, enquanto que os restantes ramos devem afunilar para a ponta.

 

Um bonsai precisa de ser podado e moldado de forma artística para atingir a sua beleza plena. O bonsai deve ter sempre “um lado melhor”, ou seja, o seu lado mais elegante, onde se verifica o afunilamento do tronco, raízes bonitas e uma disposição atractiva dos ramos. E é aqui que começa o verdadeiro trabalho.

Podar o seu bonsai para lhe conferir a forma desejada é a essência desta arte. Como se trata de um processo criativo, não existem modelos a seguir, apenas algumas recomendações:

  • Quando a árvore estiver pronta para ser desbastada, comece por limpar as raízes com a ajuda de um gancho de metal, encurtando-as de maneira a caberem no vaso. Escolha o seu “melhor lado” e defina uma estrutura, cortando os ramos desnecessários com o cortador côncavo. Remova as folhas necessárias para obter a forma básica de um bonsai.
  • Evite os ramos que se cruzam, que crescem ao mesmo nível um em frente ao outro, e que surgem do mesmo ponto no tronco – nestes casos, corte-os.
  • Para além do corte, pode moldar o tronco e os ramos com o recurso ao arame de cobre – chama-se a técnica de aramar. Para além de controlar a estrutura e o desenvolvimento da árvore, permite-lhe mudar a direcção do tronco e/ou dos ramos, conferindo-lhes contornos atraentes. Utilize sempre um arame cuja espessura é adequada ao bonsai em questão, cortando-o sempre com mais um terço de comprimento do ramo ou do tronco, para poder enrolá-lo a um ângulo de 45º, que é a técnica mais eficaz.
  • Para ajustar a linha do tronco, comece por enfiar uma ponta do arame na terra. Dê as primeiras voltas na base e vá subindo até terminar. Se, no final, ainda precisar de mais arame, comece de baixo para cima, enrolando-o ao lado do primeiro, sem nunca cruzá-los.
  • Para ajustar as linhas dos ramos, comece pelos mais baixos, enrolando o arame ao longo do comprimento de cada ramo, utilizando o tronco para fixá-lo. Para evitar a quebra dos ramos, passe o arame sempre pela parte de cima e nunca por baixo. Utilize arame mais fino nas pontas dos ramos.
  • É necessário observar o arame continuamente para assegurar que este não esteja a cortar a casca da árvore. Na altura de remover o arame, desenrole-o cuidadosamente ou corte-o em pedaços.

Como qualquer outra planta, também um bonsai exige os cuidados básicos ligados à sua vertente hortícola. Um trabalho diário que requer doses certas de água, terra, fertilizante, luz e ar puro.

A arte do bonsai requer assim um equilíbrio harmonioso entre a criatividade artística de podar e moldar e a rotina diária que um ser vivo necessita para crescer de forma saudável. Actualmente, existem kits de bonsai especialmente concebidos para principiantes e que incluem, para além da planta, as ferramentas necessárias e respectivas instruções para começar a cuidar do seu bonsai. Quando em dúvida, procure sempre um especialista.

A sua votação: 
Average: 4.3 (209 votos)