Qual o solo mais adequado para um bonsai

Solo dos bonsais

Para que um bonsai se desenvolva de uma forma natural e saudável, é necessário que a qualidade do seu solo seja inquestionável. Saiba qual o solo mais adequado para um bonsai e faça com que essa composição seja a mais benéfica possível.

A qualidade do solo de um bonsai é de extrema importância para o seu florescimento, pois a dimensão do vaso é muito reduzida e como tal, o solo tem de estar em perfeitas condições. No entanto, o que acontece na maioria das vezes é que a terra que vem a acompanhar alguns bonsai é de fraca qualidade pelas mais variadas razões: não tem nutrientes suficientes, está seca demais, não consegue drenar a água ou, simplesmente, não se adequa ao clima.
Se se está a iniciar na arte do bonsai e teme que esta situação possa estar a atingir a sua planta, na época de renovar o envasamento, deve colocar o solo que mais vantagens proporciona ao seu bonsai.

O solo ideal para um bonsai

A árvore selecionada e as condições climatéricas influenciam sempre a escolha do solo mais apropriado para um bonsai, no entanto, aquele que melhores resultados oferece é o que resulta de uma mistura de terras. O solo ideal passa por colocar uma terra misturada com húmus, areia e terra barrenta ou terra japonesa específica, pois é a que oferece mais nutrientes e vantagens para o desenvolvimento e crescimento de um bonsai saudável.

Tipos de terra para um bonsai

Distinguem-se três tipos de terra japoneses que servem de base para todas as misturas que possam ser efetuadas. São elas:

Akadama: É uma argila vulcânica japonesa com uma enorme capacidade de retenção de nutrientes e de absorção do excesso de água. Trata-se do tipo de terra que é mais utilizada como mistura universal para todos os tipos de bonsai.

Kanuma: É uma cidade japonesa localizada na província de Tochigi e dá nome a um tipo de terra que é muito utilizada nos bonsai. Esta terra é conhecida por ter um pH ácido e consegue manter essa acidez por um longo período de tempo. A utilização da kanuma é muito frequente no cultivo das azáleas e deve ser usada na mistura de terras. 

Kiriu: Trata-se de uma terra bastante dura que tem origens vulcânicas japonesas. O facto de ser muito resistente reduz a capacidade de retenção de água e nutrientes, o que faz com que a sua drenagem seja maior. A kiriu é o tipo de terra ideal para as coníferas e para as espécies que requerem muita drenagem. Na mistura de terras, deve ter em atenção que a areia e a kiriu têm uma aplicação prática muito igual, o que pode condicionar o florescimento do bonsai.

Estas são as terras que podem ser utilizadas na obtenção do solo mais indicado para um bonsai e, para as adquirir, deve deslocar-se a uma drogaria ou a uma loja de jardinagem.

As principais vantagens de uma mistura de terras

A mistura de terras possibilita que um bonsai reúna todos os elementos necessários para a obtenção de um solo saudável. Conheça quais são as principais vantagens resultantes de uma mistura de terras:

  • Aumenta o oxigénio para as raízes do bonsai;
  • Melhora a drenagem da planta;
  • No momento da renovação do envasamento, a mistura de terras impede que as raízes saiam danificadas;
  • É uma mais-valia no combate ao apodrecimento das raízes;
  • Permite que as raízes fiquem mais “libertas”, o que facilita a sua poda;
  • Impede o acumular de temperaturas elevadas no próprio vaso;
  • Garante o valor do pH correto para cada tipo de bonsai;
  • Melhora a cor das folhas;
  • Torna mais fácil a aplicação e a utilização de adubos e fertilizantes;
  • Fortalece os ramos mais finos;
  • A longo prazo faz com que a planta seja mais resistente e saudável.
A sua votação: 
Average: 4.1 (41 votos)